Aula 5 - Carreira científica dentro e fora da academia

Pós-graduação e vida real

Ha uma enorme discussão global sobre o status dos pós-graduandos na academia. Em países como a Alemanha, um estudante de PhD possui um contrato temporário de trabalho. Nos EUA, praticamente não existe mestrado e um dotorando pode (e deve) procurar dar aulas como assistente para adquirir experiência e conseguir um complemento de renda que pode ser significativo. No Brasil, temos os prazeres e agruras de ser bolsistas por 8-10 anos, antes de talvez conseguir um emprego via concurso numa universidade pública. O mercado privado é pequeno e muito focado em aulas, com raras exceções. Nas universidades públicas, a imensa maioria dos docentes trabalha em regime de dedicação exclusiva (DE), portanto não possuem experiência fora da universidade. Isso cria fortes vieses e os PPGs Brasil afora praticamente só se concentram em formação acadêmica, oferecendo pouca ou nenhuma perspectiva sobre a vida “lá fora”.

Obviamente, esta disciplina sofre do mesmo problema. A maior parte da perspectiva que ofereço é voltada para a atuação acadêmica. No entanto, vou tentar convencer vocês que muitas das habiliades desenvolvidas numa pós-graduação podem ser extremamente úteis para uma vida profissional plena e produtiva fora da academia.

Slides

Veja os slides dessa aula aqui

Escrever

Talves você não goste tanto assim do ambiente acadêmico, talvez prefira trabalhar na linha de frente da conservação, talvez seu sonho seja dirigir uma ONG, talvez queiram trabalhar num órgão público de gestaõ ambiental e talvez até mesmo numa empresa privada com alguma preocpação ambiental.

Para qualquer uma dessas áreas é fundamental saber escrever. Em termos acadêmicos, uma coisa já se sabe. Quanto mais cedo alguém começa a publicar o que escreve, maior a probabilidade de ter uma boa carreira acadêmica.

Habilidades analíticas

Hoje, é praticamente impossível seguir uma carreira acadêmica ou mesmo em outras áreas, sem a capacidade de analisar dados e reportar resultados. Uma nova (e para mim estranha profissão) é o tal “cientista de dados”. Aquele recurso de pagar alguém para fazer suas análises, ficou totalmente pra trás, e sim, saber analisar seus dados vai ser um diferencial na sua carreira. E não basta repetir tutoriais, tem que ter a mente aberta para aprender estatísitca, matemática, desenho de experimentos, e principalmente, programação em alguma linguagem que lhe permita manipular grandes bases de dados, como R, c++, Python, etc.

Recursos adiconais para R

  1. Maurício Vancine é um biólogo como nós e tem uma quantidade enorme de material para ensino de estatística. Especialmente análises espaciais. Ele foi minha inspiração para organizar essa bagaça toda online e muita coisa aqui está “copiada” dele.

  2. Bookdown é um livro online feito pelo próprio criador do RMarkdown. Tem tudo lá!

Recursos de aulas online em português e inglês para ecólogos

Vários cursos online de estatística em R para ecólogos compilado, claro por Maurício Vancine

Carpentries aqui tem cursos de todos tipo com R, vale a pena.

David Zelený Esse site é de uma fera da ecologica numérica.

Habilidades de trabalho em rede

Hoje é extremamente raro qe alguém publique um artigo sozinho. O número de autores por artigo cresceu imensamente e esse fenômeno pode ser visto de diversos anglos, mas um deles sem dúvida, é a capacidade de fazer ciência em cooperação. As ferramenteas online permitiram isso e devemos aprender a usá-las.

Saber dialogar com o “mundo real” fora da academia

Não se limite a conversar com seus professores. Cultive seu interesse por questões políticas, divugação científica, escritura em jornais e revistas de divulgação. A sociedade sempre requisita a oponião de “especialistas” e você tem a obrigação de fazer bonito, afinal está (mesmo que não queira) representando uma classe ao se proncunciar publicamente.

Há vida fora da academia

Quem acha que a única via de realização científica é a academia, está enganado. Hoje, há inúmeras instituições que de alguma maneira fazem e/ou patrocinam ciência para a geração de políticas públicas.

Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste

Fundação Boticário

Instituto Internacional para a Sustantabilidade - IIS

Instituto Serrapilheira

CIFOR

Bocaina Biologia da Conservação

Exercício

Avaliar a proposta de financiamento de um colega, emitindo um parecer embasado e com sugestões importantes para o desenvolvimento da proposta. Mesmo reprovada a proposta, faça os comentários que você julga necessário para melhorar a proposta.

Felipe P.L. Melo
Felipe P.L. Melo
Associate Professor in Applied Ecology

Biologist and eco-socialist. Another world is possible!